Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Lisbon History

Share Lisbon With The World

My Lisbon History

Share Lisbon With The World

Hippotrip - Hippo Hippo Urra!

 Já conhecem a Hippotrip? A Hippotrip é uma empresa de Animação Turística e operador Marítimo-Turístico que proporciona aos seus clientes uma oportunidade única de explorarem as principais atracções da cidade de Lisboa, não só a partir de terra, mas também a partir do estuário do rio Tejo através dos seus veículos anfíbios.

 

 Os circuitos têm uma duração total de cerca 90 minutos, dos quais cerca de 30 minutos são passados na água. O circuito rodoviário é fixo (é feita uma passagem pelos príncipais pontos turísticos da nossa cidade), mas o circuito na água pode variar consoante a altura da maré, as condições climatéricas e o estado das águas.

 

IMG_0625.JPG

IMG_0605.JPG

IMG_0635.JPG

IMG_0626.JPG

IMG_0643.JPG

 

 Durante o circuito os animadores partilham com muita animação, mitos, lendas e curiosidades sobre a cidade de Lisboa. O local de partida e chegada do tour é na Doca de Santo Amaro em Alcântara, mais concretamente na Associação Naval de Lisboa Secção de Remo que fica por baixo da Ponte 25 de Abril, no lado esquerdo da marina onde se encontram os restaurantes

 

IMG_0603.JPG

IMG_0642.JPG

IMG_0636.JPG

IMG_0624.JPG

 

 

Os passeios do Hippotrip ocorrem todos os dias nos seguintes horários:
 
- De Outubro a Março: 10h00, 12h00, 14h00, 16h00
 
- De Abril a Setembro: 10h00, 12h00, 14h00, 16h00, 18h00
 
 
O custo de um bilhete para Adulto é de €25, o custo para Crianças (entre 2-16 anos) e Seniores (a partir de 65 anos) é de €15 por bilhete.
 
A equipa do My Lisbon History adorou a viagem e está cheia de vontade de voltar a experimentar as tours do Hippotrip! Até à proxima.
 

Contactos:

Morada:
Doca de Santo Amaro
1350-353 Lisboa
Telefone: +351 211 922 030  
Fax: +351 210 965 541

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vem aí a Portugal Restaurant Week - Menus a 20€

 Mais de 100 restaurantes em todo o país entram em saldos a partir de 18 de fevereiro. O motivo? Mais uma edição da Portugal Restaurant Week. Saiba quais são os restaurantes que se estreiam no evento.

 

2ui7D9Mvi5hbPylNZepUD4hC6vVwlvl0dZ5LIDZRvVA.jpg

 

Em 2016, a simples notícia de mais uma edição da Restaurant Week — evento que disponibiliza menus a 20€/pessoa em restaurantes que habitualmente cobram bem acima disso — já não será grande notícia, passe a redundância, para muita gente. Não o será, certamente, para os leitores interessados nos assuntos do garfo e faca e menos ainda para os mais atentos ao Observador, que já reportou edições anteriores, locais e nacionais, aqui, aqui e aqui.

 

Portanto, mais que voltar a dissertar sobre o conceito do evento e respetiva vertente solidária, que é estimável, para dar uma dimensão minimamente respeitável a este artigo, será mais proveitoso focar a prosa nas novidades desta que é a quarta edição que decorre, ao mesmo tempo, em todo o país (a Restaurant Week começou por surgir apenas a nível local, em 2009, e as edições nacionais só começaram em 2013).

 

E escrever sobre as novidades é escrever, sobretudo, sobre os restaurantes que vão aderir pela primeira vez ao evento. A lista final ainda não está confirmada — a organização diz que à medida que as parcerias vão sendo fechadas, o site de reservas vai sendo atualizado — mas já é possível avançar alguns restaurantes que se estreiam numa Restaurant Week. São eles:

 

  • Insólito – Restaurante dos mesmos responsáveis do The Decadente, com uma cozinha criativa e vista, a partir do terraço, para meia Lisboa.
  • Chefe Cordeiro – A casa lisboeta do transmontano José Cordeiro, chef com currículo vasto e inúmeras aparências televisivas, que gosta de honrar as suas raízes à mesa.
  • Duplex – Ideal para quem queira prolongar a festa depois do jantar, já que junta um bar, no piso térreo, ao restaurante liderado pelo chef Nuno Bergonse.
  • Reserva by Olivier – Na antiga casa de Maria Amália Vaz de Carvalho, em Cascais, servem-se receitas clássicas dos vários restaurantes de Olivier.
  • Galeria do Largo – Ocupa o espaço da antiga papelaria Araújo & Sobrinho, no Porto. Sob batuta do chef Manuel Ferreira, reinventam-se fórmulas conhecidas do receituário nacional.
  • Gull – O destino a considerar pelos apreciadores de sushi, no Porto. A vista para o Douro, a partir do Cais das Pedras, é um bónus. E que bónus.
  • Henrique Leis – Um reforço de peso para o evento. Trata-se de um dos restaurantes algarvios com Estrela Michelin há mais anos. Henrique Leis, o chef, é um brasileiro com escola francesa de alta cozinha.
  • Design Centre Nini Andrade Silva – Cozinha com consultoria de Miguel Laffan (L’And) num espaço com vista sobre a baía do Funchal, obviamente decorado pela famosa designer de interiores madeirense que lhe dá o nome.

 

O quê? Portugal Restaurant Week
Quando? de 18 de fevereiro a 6 de março (entre 18 e 24 de fevereiro apenas disponível para clientes Millennium BCP)
Onde? Em mais de 100 restaurantes em todo o país
Quanto? Cada menu custa 20€, sem bebidas incluídas
Reservas? Pelo telefone 21 011 7373 (todos os dias, das 11h00 às 21h30) ou pelos sites restaurantweek.pt, ou através do parceiro oficialthefork.pt

 

Notícia Observador : http://observador.pt/2016/02/17/portugal-restaurant-week-fregues-olho-menu-20-euros/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Hotel da Estrela e a Cantina da Estrela

 Estivemos recentemente hospedados no Hotel da Estrela,membro da Small Luxury Hotels of the World. É um hotel de charme situado no coração de Lisboa com apenas 19 quartos e suites,onde ocupa o antigo palácio dos Condes de Paraty. Foi em tempos uma escola,sendo esse o tema principal do hotel e do seu restaurante,a Cantina da Estrela, trazendo de volta o espírito das escolas antigas.

 

 O hotel fica situado ao lado de duas das mais emblemáticas escolas de Lisboa, o Liceu Pedro Nunes e a antiga Escola Machado de Castro,que é actualmente a Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. Fica também perto à Casa Fernando Pessoa e do típico bairro lisboeta de Campo de Ourique,bastante conhecido pelo seu comércio tradicional,

Dos quartos do hotel tem se a particularidade de se conseguir avistar a Basílica da Estrela.

 

IMG_0426.JPG

IMG_0458.JPG

IMG_0623.JPG

 

 O nosso quarto ( uma suite ) ficava no 1º piso do hotel e era bastante espaçoso,contendo uma grande área,com uns grandes armários e sofás presentes no centro do quarto. Devido às suas grandes janelas com vista para o jardim do hotel e para a Basílica da Estrela,o quarto continha bastante luz natural e apesar da sua grande dimensão era bastante acolhedor,dando uma sensação de conforto e exclusividade.


 A casa de banho era igualmente proporcional ao resto do quarto,com uma grande dimensão,oferecendo uma gigante e moderna banheira tal como um polibã. A casa de banho continha produtos da marca Real Saboaria.

 

IMG_0376.JPG

IMG_0622.JPG

IMG_0453.JPG

 

 Tivemos o prazer de jantar na Cantina da Estrela, o restaurante do Hotel da Estrela, em que a temática é mais uma vez a escola e onde se tem uma filosofia bastante diferente da habitual. Como o hotel está ao lado da Escola de Turismo, alguns dos empregados são alunos da escola, trabalhando no hotel como forma de enriquecer a sua formação.

 

 Em relação ao preço,existe para cada prato um preço mínimo e um preço máximo,em que quem decide o preço é o cliente conforme a sua satisfação. Em relação aos pratos que experimentámos,gostámos bastante de todos,destacando-se a excelente sobremesa,uma tarte de chocolate com bola de gelado de Chessecake. 

 

IMG_0427.JPG

IMG_0457.JPG

IMG_0638.JPG

IMG_0627.JPG

IMG_0637.JPG

IMG_20160210_220958.jpg

rddhr.jpg

 

 

Contactos:

Rua Saraiva de Carvalho,

35 Lisboa 1250-242 Portugal,

Phone - (+351 21 190 0100)

Reservar: http://www.hoteldaestrela.com/hotel-da-estrela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Bicicletas Partilhadas de Lisboa - Passe anual custará 36 euros

 O passe anual para andar nas bicicletas partilhadas de Lisboa, a aguardar a repetição do concurso, deverá custar 36 euros, enquanto um bilhete diário ficará por dez euros, de acordo com o plano financeiro, que prevê um total de receitas de 10 milhões de euros para um projeto estimado em 28,9 milhões de euros em nove anos.

 

 De acordo com o Jornal de Negócios, que cita o administrador da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) João Dias, o preço anual para aceder ao Sistema de Bicicletas Públicas Partilhadas (SBPP) de Lisboa é igual ao custo mensal do passe Navegante para andar no Metro e na Carris.

 

Bicicleta-em-Lisboa.jpg

 

 

 

“Isto (preço) foi conversado com a Câmara de Lisboa, e tivemos por parte do executivo e da tutela uma primeira pré-validação. Não está completamente fechado, mas acreditamos que é por aqui”, disse o administrador, acrescentando:”A Câmara achou bem que um passe anual custe o mesmo que um passe mensal dos transportes públicos. É um valor razoável, porque também querem que a rede tenha adesão”.

 

 O sistema irá ter 1400 bicicletas distribuídas por 140 estações. Os velocípedes poderão ter auxílio eléctrico (híbridas), ser exclusivamente a pedal ou incluir os dois tipos, dependendo das propostas apresentadas pelos concorrentes.

 

 O concurso realizado no final do ano passado para selecionar a empresa que vai instalar o sistema teve que ser repetido porque nenhum dos 11 concorrentes cumpriu a totalidade dos requisitos, devendo um novo concurso ser lançado ainda até ao final deste mês de Fevereiro

 

Notícia : http://pedais.pt/bicicletas-partilhadas-de-lisboa-passe-anual-custara-36-euros/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Os hotéis Heritage

 Tal como sabem estivemos recentemente hospedados no hotel Heritage Av. da Liberdade ( notícia aqui ),pertencente à cadeia Portuguesa de hotéis Heritage e fomos também convidados a visitar dois dos 5 hotéis do grupo (o Lisboa Plaza e o Britania). Vamos portanto fazer uma apresentação de cada um dos hotéis do grupo.

 

Lisboa Plaza

 

 Situado junto à Avenida da Liberdade e à praça da alegria,este hotel de 4 estrelas foi inaugurado em Abril de 1954 mas foi recentemente feita uma remodelação aos seus 94 quartos. De gerência familiar, disponibiliza espaços únicos como um salão de estilo local com uma elegante área de estar e um bar. No último piso existe um terraço sofisticado com vistas sobre Lisboa.

 

IMG_2843.JPG

IMG_2865.JPG

IMG_2862.JPG

 

Contactos:

Tv. Salitre / Av Liberdade, Lisbon

1269-066, Portugal

+351 213 218 218

Reservar: https://www.heritage.pt/pt/tarifas/reservas

 

Britania

 

 O Hotel Britania de 4 estrelas fica localizado numa rua bastante calma ao lado da vibrante Avenida da Liberdade e possue um estilo Art Deco.Projectado nos anos 40 pelo arquitecto modernista Cassiano Branco, o Hotel Britania é atualmente o único hotel desse período que chegou intacto até aos dias de hoje.É também classificado como edifício histórico.

 

IMG_2752.JPG

IMG_2793.JPG

IMG_2796.JPG

IMG_2758.JPG

 

Contactos:
Rua Rodrigues Sampaio,17 - Lisbon,
1150-278, Portugal,
+351 213 155 016,
 
 
As Janelas Verdes
 
 Instalado num palacete do séc. XVIII – ao lado do Museu Nacional de Arte Antiga - este romântico refúgio de charme guarda a tradição e a serenidade dos gestos trocados entre damas e cavalheiros. 
 
 Objectos de arte, livros e fotografias de família sugerem o cenário de um romance. De facto, acredita-se ter sido esta casa a inspiração para o famoso «Ramalhete» da obra literária «Os Maias» escrita por Eça de Queiróz que terá aqui vivido.
 
 

AsJanelasVerdes_TerraceNight.jpg

facade---as-janelas-verdes.jpg

as-janelas-verdes-hotel-cover-20130411-191156-640.

 

Contactos:

Ruas das Janelas Verdes,47 - Lisbon,

1200-690, Portugal

+351 213 968 143

Reservar: https://www.heritage.pt/pt/tarifas/reservas

 

Solar do Castelo

 

 É o único hotel localizado dentro das muralhas do Castelo de São Jorge, no cimo do bairro de Alfama, o Solar Do Castelo é um pequeno palacete construído no local das antigas cozinhas dos Paços da Alcáçova.

 Com dois pisos e mansarda, pátio nobre e jardins, a maior parte do seu mobiliário foi especificamente desenhado para o hotel dentro do estilo Medieval Contemporâneo.

 

solar-do-castelo-hotel-cover-20130412-134404-640.j

6674618.jpg

20398958.jpg

 

Contactos:

Ruas das Cozinhas, 2 (ao castelo) - Lisbon,

1100-181,Portugal,

+351 218 806 050

Reservar: https://www.heritage.pt/pt/tarifas/reservas

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Heritage Avenida Liberdade Hotel

 Estivemos recentemente hospedados no hotel Heritage Avenida da Liberdade,um pequeno hotel de charme de 4 estrelas (41 quartos e 1 suíte Junior) pertencente à cadeia portuguesa de hotéis Heritage. Fica situado numa das partes mais nobres e vibrantes da capital,a Avenida da Liberdade,lar de inúmeras lojas,hotéis e restaurantes de luxo.

 

Fica também junto ao tão famoso elevador do lavra, que nos leva até o topo de uma das colinas mais belas da cidade,ao pé do largo da anunciada e a poucos metros da praça dos Restauradores. O conhecido restaurante Solar dos Presuntos fica também ao virar da esquina,uma excelente opção para jantar nas redondezas.

 

IMG_0621.JPG

12662449_979878788772712_5676124302730562369_n.jpg

IMG_0351.JPG

 

 Os quartos tal como a fachada do hotel incluem muitos dos detalhes arquitectónicos originais do edifício que é datado do século XVIII e em que a reedificação foi assinada por Miguel Câncio Martins.O hotel é composto por 6 pisos em que a maioria dos quartos tem vista para a cidade e para o Castelo de São Jorge,um bar para hospedes junto ao hall de entrada e à recepção,uma biblioteca em forma de mezzazine,um centro de fitness com vários equipamentos e uma piscina de hidromassagem no piso -2. O hotel dispõe também de estacionamento.

 

FullSizeRender.jpg

IMG_0629 (1).JPG

IMG_0628.JPG

 

 O nosso quarto ficava no último piso (6) e era bastante espaçoso,acolhedor e com bastante luz natural,disponibilizando como oferta de boas vindas uma garrafa de Moscatel José Maria da Fonseca e maçãs.

A casa de banho continha produtos exclusivos de banho da marca Molton Brown.

 

12717754_980334908727100_9015182857009745555_n.jpg

IMG_20160208_015447.jpg

IMG_0620.JPG

 

FullSizeRender (1).jpg

 

 O nosso quarto por ser no último piso tinha uma vista excelente para o Jardim do Torel,para o Castelo de São Jorge e para a vibrante Avenida da Liberdade. Tinha também janelas de vidros duplos pelo que dormir não foi um problema.

 

12645092_979976475429610_1717817879502770534_n.jpg

IMG_0359.JPG

 

 De manhã o pequeno-almoço é servido das 7h30 ao 12h no bar que se situa no hall de entrada,disponibilizando desde salmão fumado,ovos mexidos,bacon frito,queijo fresco a croissants,pães de deus e sumos naturais, etc.

 

IMG_0342.JPG

 

 Um obrigado especial à senhora Raquel Jorge que tratou da nossa estadia no hotel Heritage Avenida da Liberdade,até uma próxima.

 

12687993_979324078828183_2757838284924554403_n.jpg

 

 

Contactos:

Avenida da Liberdade, 28

1250-145 - Lisboa - Portugal

Telefone: (351) 213 404 040

E-Mail: avliberdade@heritage.pt

Lat: 38.718/Lon: -9.143

Reservar: https://www.heritage.pt/pt/tarifas/reservas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lisboa Passport vai "carimbar" património na memória dos turistas

 Destinado a quem visita a capital portuguesa, funciona como um diário de viagem para descobrir e recordar a cidade, permitindo colecionar carimbos nas atrações turistas

7dc5fa_09476fde1079cc4434b6dfa8d7680323.jpg

 Destinado a quem visita a capital portuguesa, o Lisboa Passport funciona como um diário de viagem para descobrir e recordar a cidade, permitindo colecionar carimbos nas atrações turistas, desde museus a monumentos, e proporcionando descontos.

Com as dimensões de um diário de bolso, o Lisboa Passport pretende ser “uma boa recordação e uma recordação dinâmica, em que as pessoas escrevam, carimbem, colem coisas” sobre as experiências vividas na capital, disse esta segunda-feira à agência Lusa o responsável pelo projeto, Nuno Martins.

Nas 32 páginas deste diário de viagem estão retratados “eventos importantes da história da cidade”, mas também existe um mapa de locais emblemáticos a visitar, em que é possível arrecadar carimbos, funcionando como um ‘rally paper’, numa forma de “turismo por objetivos”, explicou.

A ideia começou a ser desenvolvida em 2012, quando o informático Nuno Martins, de 45 anos, foi dispensado da empresa onde trabalhava há cerca de uma década, em Lisboa, e decidiu fazer uma viagem de "interrail" pela Europa, durante um mês, “para refletir o rumo que queria seguir à vida”, contou.

Após a viagem, o engenheiro informático sentiu a falta de “um registo de tudo o que tinha feito”, uma recordação de todos os sítios que tinha visitado.

Inspirado no passaporte da Expo’98, que permitia aos visitantes da Exposição Mundial de Lisboa de 1998 recolherem carimbos em cada pavilhão que visitavam, decidiu “adaptar a ideia à cidade inteira”.

“Passámos meses a investigar o que é podia ser o Lisboa Passport, porque não queríamos que fosse um livro cheio de páginas brancas para as pessoas carimbarem”, referiu o responsável pelo projeto, explicando que quem folheia este diário “está a navegar pela história da cidade” com padrões alusivos a símbolos tradicionais como a sardinha e o fado.

Através do programa Lisboa Empreende da Câmara Municipal, o informático conseguiu ter apoio institucional para avançar. Em junho de 2015, o Lisboa Passport foi lançado no mercado, “inicialmente com 18 entidades, desde museus e monumentos até lojas de rua situadas em locais que as pessoas visitam” e onde é possível receber um carimbo.

“Caprichamos muito a fazer cada carimbo”, disse Nuno Martins, considerando que cada um é “uma pequena peça de arte”.

O Castelo de São Jorge, o bairro de Alfama, a rua Augusta, o elétrico 28, o Rossio, o Chiado, as Ruínas do Convento da Igreja do Carmo, o Bairro Alto, a Avenida da Liberdade, o Príncipe Real, o Museu Calouste Gulbenkian, o Museu do Oriente, o Padrão dos Descobrimentos, o Museu Coleção Berardo, a zona de Belém, o Museu do Fado, a Sé de Lisboa, os Pastéis de Belém e o Museu do Campo Pequeno são os locais onde é possível receber um carimbo, mas o projeto vai integrar, em breve, mais sítios da cidade de Lisboa, esclareceu.

De acordo com Nuno Martins, este produto foi “feito muito a pensar nos turistas, estrangeiros e portugueses, todos os que não vivem em Lisboa e querem visitar” a cidade, esclarecendo que também pode ajudar os lisboetas a olharem de forma diferente para o património existente.

Este diário de viagem tem suscitado o interesse de escolas e de campos de férias, que acreditam que a dinâmica do colecionismo de carimbos pode estimular a aprendizagem das crianças, mas também existem “universidades a comprar para os estudantes de intercâmbio”.

O Lisboa Passport tem o custo de seis euros e proporciona descontos em cerca de 30 entidades, desde restaurantes a empresas de "tuk tuk".

“Estamos a vender algumas centenas por mês”, afirmou o responsável, frisando que o objetivo é “vender muito mais”, uma vez que o produto só vai ser apresentado oficialmente à imprensa em fevereiro deste ano.

 

Notícia : http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/turismo/lisboa-passport-vai-carimbar-patrimonio-na-memoria-dos-turistas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...